sábado, 28 de janeiro de 2017

Câmara aposenta ascensorista, motorista, garçom, barbeiro e médico por supersalários


A Câmara decidiu aposentar compulsoriamente 14 servidores com mais de 75 anos. Entre eles estão ascensorista, barbeiro, copeira, garçom, motorista e um médico que recebem salários entre R$ 8.900 e R$ 19 mil.

Segundo a Mesa Diretora da Câmara, será gerada uma economia de R$ 3,6 milhões/ano. 

Entre eles está um motorista que recebia salário de R$ 9,3 mil, uma ascensorista que ganhava R$ 9,4 mil, um auxiliar de copeira que recebia R$ 10,7 mil e um garçom que tinha vencimentos mensais de R$ 11,3 mil, segundo a lista de aposentados.

O presidente, Milton Leite - DEM, já havia anunciado a criação de um PDV (Plano de Demissão Voluntária) aos funcionários do legislativo.

Apesar do plano de cortes, o presidente do Legislativo paulistano disse que vai recorrer até o Supremo Tribunal Federal (SFT) se for preciso para garantir o aumento de 26% no salário dos 55 vereadores da capital.

Vamos ver até onde isso vai, como aquele ditado: "Faça o que eu mando, não faça o que eu faço".

É pagar para ver!

As informações são do Estadão

Populares